12 de fevereiro de 2010

Faz a gente pensar...



Alemanha,Inicio do século 20.
Duranteuma conferência com vários universitários, um professor da Universidade deBerlim desafiou seus alunos com esta pergunta: - Deus crioutudo o que existe?
Umaluno respondeu com grande certeza: - Sim, Ele criou! - Deus criou tudo?
Perguntounovamente o professor. - Sim senhor, respondeu o jovem.
Oprofessor indagou: - Se Deus criou tudo, então Deus fez o mal? Pois o malexiste, e partindo do preceito de que nossas obras são um reflexo de nósmesmos, então Deus é mau?
Ojovem ficou calado diante de tal resposta e o professor, feliz, se regozijavade ter provado mais
uma vez que a fé era uma perda de tempo.
Outroestudante levantou a mão e disse: - Posso fazer uma pergunta,professor?
- Lógico, foi a resposta do professor.
Ojovem ficou de pé e perguntou: - Professor, o frio existe?
-Que pergunta é essa? Lógico que existe, ou por acaso você nunca sentiu frio?
Comuma certa imponência rapaz respondeu: - De fato, senhor, o frio nãoexiste. Segundo as leis da Física, o que consideramos frio, na realidade é aausência de calor. Todo corpo ou objeto é suscetível de estudo quando possui outransmite energia, o calor é o que faz com que este corpo tenha ou transmitaenergia. O zero absoluto é a ausência total e absoluta de calor, todos oscorpos ficam inertes, incapazes de reagir, mas o frio não existe. Nós criamosessa definição para descrever como nos sentimos se não temos calor.
-E, existe a escuridão? Continuou o estudante. O professor respondeu temendo acontinuação do estudante: Existe!
Oestudante respondeu: - Novamente comete um erro, senhor, a escuridãotambém não existe. A escuridão na realidade é a ausência de luz. A luz pode-seestudar, a escuridão não! Até existe o prisma de Nichols para decompor a luzbranca nas várias cores de que está composta, com suas diferentes longitudes deondas. A escuridão não! Continuou: - Um simples raio de luz atravessa astrevas e ilumina a superfície onde termina o raio de luz. Como pode saber quãoescuro está um espaço determinado? Com base na quantidade de luz presente nesseespaço, não é assim?! Escuridão é uma definição que o homem desenvolveu paradescrever o que acontece quando não há luz presente.
Finalmente,o jovem perguntou ao professor: - Senhor, o mal existe?
Certode que para esta questão o aluno não teria explicação, professorrespondeu: - Claro que sim! Lógico que existe. Como disse desde o começo,vemos estupros, crimes e violência no mundo todo, essas coisas são do mal!
Comum sorriso no rosto o estudante respondeu: - O mal não existe, senhor,pelo menos não existe por si mesmo. O mal é simplesmente a ausência do bem, é omesmo dos casos anteriores, o mal é uma definição que o homem criou paradescrever a ausência de Deus. Deus não criou o mal. Não é como a fé ou como oamor, que existem como existem o calor e a luz. O mal é o resultado da humanidade não ter Deus presente em seus corações. É como acontece com o frioquando não há calor, ou a escuridão quando não há luz.
Porvolta dos anos 1900, este jovem foi aplaudido de pé, e o professor apenasbalançou a cabeça permanecendo calado.
Imediatamenteo diretor dirigiu-se àquele jovem e perguntou qual era seu nome? E elerespondeu: - Albert Einstein, senhor!


2 comentários:

Vanda disse...

Primeira vez que apareço aqui!!

Adoreiii, te sigo já!
Um abraço, e um excelente carnaval!!

Carpe Diem et Noctem disse...

Albert Einstein falou...tá falado!
"Aquele que te criu sem ti, não te salvrá sem ti!"

abraço!!